Irecê Líder: Morto em 2019, Caio Junqueira vence processo trabalhista contra a Record /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Morto em 2019, Caio Junqueira vence processo trabalhista contra a Record

O ator Caio Junqueira, morto em 2019 vítima de um acidente de carro no Rio de Janeiro, venceu um processo trabalhista que movia contra a Record, empresa da qual prestou serviço entre 2008 e 2016.
De acordo com o site Notícias da TV, o ganho de causa em segunda instância foi dado na última semana, de um processo movido em 2017 no qual era cobrado o pagamento de direitos que não haviam sido concedidos pela emissora.
A ação foi assumida pela mãe do ator, Maria Inês Torres, logo após a morte do artista em janeiro de 2019, porém, com o falecimento dela, a causa foi passada para o irmão de Caio, o também ator Jonas Torres.
No processo, Caio, que ficou conhecido por sua atuação no filme 'Tropa de Elite' (2007) afirmou que cumpria todos os horários e obrigações com a Record e que tinha um acordo de exclusividade com emissora desde 2008 e que por isso deveria receber o pagamento dos direitos renegados.
A emissora venceu a disputa judicial em primeira instância, mas a defesa do ator conseguiu recorrer e por meio da 8ª Turma do TRT-1 foi lhe dado a vitória.

O valor do processo é de R$ 60 mil e a Record ainda pode recorrer da decisão.
Fonte: B.N.Holofote

Mais Notícias