Irecê Líder: Justiça julga improcedente ação de agressão contra a cantora Marília Mendonça /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

sábado, 8 de maio de 2021

Justiça julga improcedente ação de agressão contra a cantora Marília Mendonça

Um processo contra a cantora Marília Mendonça, uma das grandes estrelas no sertanejo, foi julgado improcedente. A ação denunciava uma agressão sofrida em um show da sertaneja, no qual, caso fosse considerada culpada, teria que pagar uma indenização de R$ 33 mil em danos morais à vítima.
De acordo com o site ‘Notícias da TV’, a ação movida por Matheus Moreira Campos que corre na 3º Juizado Especial Cível, no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás desde 2019, e culpa Marília Mendonça e as empresas responsáveis pelo show, foi julgada improcedente.

O caso teria acontecido no dia 18 de novembro de 2018, durante uma apresentação de Marília na Arena do Lago, em Goianira, município de Goiás. Campos, que foi contratado para prestar serviços na organização do espetáculo, diz ter sido agredido por um segurança particular da cantora.
Na época, a confusão foi noticiada pelo G1, e o rapaz alegou que tinha sido ameaçado com uma arma, e que a violência sofrida resultou em 15 pontos na sua testa. Campos diz que recebeu empurrões, murros, pontapés e uma coronhada na cabeça. O rapaz ainda afirma que teve seu aparelho celular danificado pela ação truculenta do segurança. A equipe da artista nega as acusações.
Fonte:B.News

Mais Notícias