Irecê Líder: Defendendo série invicta, Bahia encara Vitória no 1º Ba-Vi do ano /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

sábado, 13 de março de 2021

Defendendo série invicta, Bahia encara Vitória no 1º Ba-Vi do ano

A espera de mais de um ano vai ter fim neste sábado (13). A partir das 16h, Bahia e Vitória medem forças no primeiro clássico Ba-Vi da temporada 2021. Fora a ansiedade e tensão que envolve quaisquer disputas entre tricolores e rubro-negros, o Bahia chega animado para o confronto na casa do maior rival. Os triunfos conquistados na reta final do Brasileirão e a goleada por 7x1 aplicada sobre o Campinense, pela Copa do Brasil fortaleceram a confiança do tricolor.

"Clássico, né? Eu, particularmente, gosto muito de clássico.
Sou um jogador muito pilhado, gosto de estar disputando partidas difíceis. Clássico é momento de frio na barriga, responsabilidade. Todo jogador pensa em jogar clássico, vencer. Comigo não é diferente. O grupo está confiante. A gente espera chegar no sábado e vencer", afirmou o atacante Rossi.

Por sinal, o camisa 7 chega para o Ba-Vi como a grande figura no Esquadrão. O atacante tem sido decisivo para o bom momento tricolor. Foram seis gols em nos últimos cinco jogos. Diante do Campinense, ele balançou as redes três vezes.

"Sem dúvida, a confiança vai lá em cima depois de marcar três gols numa única partida. A gente espera chegar no sábado e fazer um grande jogo. A gente tem certeza de que o Dado vai arrumar a melhor estratégia para a gente sair com um resultado positivo. O time está confiante, concentrado", continuou ele.

Voltando para o contexto da rivalidade, o Bahia tem ainda uma marca para defender contra o Vitória neste sábado. O Esquadrão não perde no Barradão desde 2017. Nos últimos três anos foram seis confrontos, com três triunfos do tricolor e três empates. Como atuam em divisões diferentes no Brasileirão, o último encontro entre tricolor e rubro-negro aconteceu em março do ano passado.

Dúvida no meio
Na beira do campo, o técnico Dado Cavalcanti não é um dos mais experientes quando o assunto é Ba-Vi, mas já teve o gosto de comemorar na casa do rival. Foi sob o comando dele que o Bahia, utilizado a equipe sub-23, bateu o Vitória por 2x1, no ano passado.

Agora como treinador da equipe principal, Dado vai ter a chance de repetir o feito que conseguiu na temporada passada. Mas antes o treinador precisar resolver a única dúvida que tem no time: entra com Daniel ao lado de Rodriguinho ou reforça o meio-campo com mais um volante?

Se optar pela segunda opção, o treinador tem como alternativas Ramon, Edson e o recém-contratado Pablo, que está regularizado e pode estrear.

A base da equipe será a mesma que vem atuando nos últimos jogos. A escalação final só será divulgada minutos antes do início do jogo, mas um provável time tem: Douglas, Nino Paraíba, Lucas Fonseca e Juninho e Matheus Bahia; Patrick, Ramon (Daniel) e Rodriguinho; Rossi, Gilberto e Gabriel Novaes.

Alias, do provável time titular do Bahia, pelo menos quatro jogadores vão ter a chance de atuar no clássico pela primeira vez. São eles: Matheus Bahia, Patrick, Rodriguinho e Gabriel Novaes. A conta pode subir para cinco caso Ramon ou Pablo seja escalado. Apesar de fazer parte da equipe de transição no ano passado, Ramon acabou não enfrentando o Leão na ocasião.
Fonte: O Correio

Mais Notícias