Irecê Líder: Novo líder! Inter amassa São Paulo no Morumbi e assume a ponta do Brasileirão /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Novo líder! Inter amassa São Paulo no Morumbi e assume a ponta do Brasileirão

Colorado se impõe desde o primeiro minuto, deslancha na segunda etapa com três de Yuri Alberto, consuma goleada e troca de posição com Tricolor na tabela – equipe de Diniz se vê perdida em campo.

Liderança com autoridade

O Internacional assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro sem deixar dúvidas sobre sua capacidade de buscar um título que não conquista desde 1979. A sete rodadas do fim, o Colorado de Abel Braga goleou o São Paulo por 5 a 1 na noite desta quarta-feira, no Morumbi, ultrapassou o rival na tabela e agravou um momento ruim em que o Tricolor parece não encontrar mais forças (nem respostas) para reagir à aproximação dos rivais. Em noite mágica, Yuri Alberto fez os últimos três gols do Inter, que abriu a contagem com Victor Cuesta e Caio Vidal no primeiro tempo – Luciano marcou para o São Paulo. Com 59 pontos, o Colorado abre dois de vantagem para o rival paulista e se coloca como candidatíssimo à taça.

Como fica?

O Inter assume a liderança do campeonato, com 59 pontos, enquanto o São Paulo permanece com 57, na vice-liderança – mas com Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras na cola.

Pede música!

Não foi num domingo, antes do Fantástico, mas os três gols de Yuri Alberto seriam dignos do pedido (até porque ele foi eleito Craque do Jogo pela transmissão da TV Globo). O centroavante se firmou no Inter com a chegada de Abel Braga e é personagem importante da arrancada do time, que soma agora sete vitórias seguidas no Brasileirão. Maior marca de 2006, com... isso mesmo, Abel Braga!

Sem respostas

Um São Paulo nervoso, pilhado e errando muito, principalmente na saída de bola. Virou rotina num 2021 que parece pesadelo: são 11 gols sofridos em quatro jogos. E agora não há mais gordura. Nem liderança.

Primeiro tempo

O Inter entrou para decidir o campeonato, enquanto o São Paulo foi a campo para um jogo qualquer. A definição do comentarista Caio Ribeiro define bem o início da partida: em 10 minutos, o Inter tinha quatro finalizações, pressão constante na saída de bola do rival e um gol de cabeça marcado por Victor Cuesta. O 1 a 0 parcial era justo, e o Colorado continuou com a marcação alta, roubando a bola e aproveitando os espaços nas costas dos laterais – principalmente Juanfran. Em outra jogada de transição e com poucos toques na bola, Caio Vidal recebeu para fazer o segundo. Só depois dos 25 minutos o São Paulo colocou a bola no chão e tentou se ajeitar com calma, tentando resgatar seu estilo em vez de tentar cruzamentos na área logo cedo. Apesar disso, o gol saiu num escanteio: após desvio de Reinaldo, Luciano apareceu no segundo pau para diminuir a desvantagem são-paulina.

Segundo tempo

Fernando Diniz fez substituições às quais já está acostumado nos últimos jogos. Lançou, por exemplo, Vitor Bueno, que passou a ser responsável pelas saídas de bola e acabou virando símbolo da desatenção são-paulina no jogo. Num erro perto da área, a bola terminou nos pés de Yuri Alberto, que fez 3 a 1 e viu o Tricolor desmoronar. À vontade no Morumbi, o Inter buscou rapidamente mais dois gols, quase que convidado pela defesa do rival a ficar cara a cara com Tiago Volpi e finalizar. Com três de Yuri Alberto, o Inter fechou o placar e ainda pôde fazer mais. Diniz fez outras substituições "previsíveis", como a entrada de Gonzalo Carneiro. Sem qualquer reação do São Paulo, o árbitro Marcelo de Lima Henrique sequer deu acréscimos na segunda etapa.
Fonte:Globo.Com

Mais Notícias