Irecê Líder: Guerra de Algodão, produção baiana, estreia na Netflix /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Guerra de Algodão, produção baiana, estreia na Netflix

Filme é dirigido por Marilia Hughes e Cláudio Marques

Já está disponível na Netflix a produção baiana Guerra de Algodão, terceiro longa de Marília Hughes Guerreiro e Cláudio Marques. No filme, Dora (Dora Goritzki), 13 anos, e Maria (Thaia Perez), 70, são, respectivamente, neta e avó que praticamente não se conhecem e se veem obrigadas a conviver depois que a adolescente vai passar férias na Bahia com a matriarca.

Enquanto tenta a todo custo voltar para Alemanha, onde vive desde criança, Dora descobre que tem muito mais em comum com Maria do que imagina. Aos poucos, Dora vai se interessar pela cultura local e também vai em busca da história da sua própria família. Dora vai aprender a admirar a avó, uma pioneira das artes na Bahia.

“Guerra de Algodão fala do apagamento que a sociedade impôs e continua a impor às mulheres de personalidade forte, que dificilmente são enquadradas”, diz a diretora Marília Hughes Guerreiro. “O filme traça um paralelo do movimento feminista dos anos 50 e 60, através de Maria, uma atriz à frente do seu tempo, e das atitudes empoderadas de Dora, uma adolescente que não engole o machismo”, acrescenta a diretora.
Fonte:O Correio

Mais Notícias