Irecê Líder: Novo protesto cobra punição a prefeito por agressões a mulheres em Barra do Mendes; gestor diz ter agido de forma intempestiva /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Novo protesto cobra punição a prefeito por agressões a mulheres em Barra do Mendes; gestor diz ter agido de forma intempestiva

 


Depois das agressões a mulheres que protestavam em Barra do Mendes, na Chapada Diamantina, o prefeito Armênio Sodré Nunes (MDB), o popular ‘Galego’, se defendeu dizendo que agiu “intempestivamente” por medo de ataques à sua família e residência. Neste sábado (5), após repercussão do caso no país, um novo protesto foi realizado contra o gestor. Em sua defesa, ‘Galego’ disse que estava assustado, que usou uma cinta para chicotear as manifestantes que participavam de ato pacífico em via pública, e que agiu “intempestivamente” na última sexta-feira (4). O protesto de hoje cobrou punição ao político. “Covardes não passarão, covardes não nos clarão, porque juntos somos mais fortes”, aponta grupo liderado por Dolarice Cavalcante, assistente social.

O emedebista concedeu entrevista para uma rádio na região, na qual entra em contradições por diversas vezes. “O pessoal tentou invadir a minha casa gritando e meu filho estava com a irmã de oito anos sozinho em casa e ficou assustado”, justifica Armênio Sodré, logo após dizer que tinham “dois adolescentes dentro de casa”. Registros e participantes do ocorrido afirmam que o prefeito, após agressões, retirou sua filha do carro, ainda fora da residência.

Fonte Jornal da Chapada 

Mais Notícias