Irecê Líder: EBC ordenou que Agência Brasil deixasse de postar sobre assassinato no Carrefour nas redes sociais /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

sábado, 28 de novembro de 2020

EBC ordenou que Agência Brasil deixasse de postar sobre assassinato no Carrefour nas redes sociais





A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ordenou que a Agência Brasil ignorasse em suas redes sociais o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, homem negro morto ao ser espancado por dois seguranças de uma loja do supermercado Carrefour em Porto Alegre.

As informações são do colunista Guilherme Amado, da revista Época, neste sábado (28). Segundo a publicação a ordem foi dada por escrito a funcionários da Agência Brasil em 20 de novembro, dia seguinte ao episódio e Dia da Consciência Negra.

Após o assassinato, o presidente da República Jair Bolsonaro, e o vice-presidente Hamilton Mourão, chegaram a negar a existência de racismo no Brasil.

No dia do veto às publicações sobre o assassinato de Freitas no Twitter do veículo, por exemplo, teve publicações com o uma hora de intervalo — quatro sobre futebol, e uma sobre uma agenda positiva do Itamaraty .
Fonte Bnews

Mais Notícias