Irecê Líder: Fundo saudita prevê investir US$ 10 bilhões no Brasil; obras no Baixio de Irecê está na lista /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

sábado, 15 de agosto de 2020

Fundo saudita prevê investir US$ 10 bilhões no Brasil; obras no Baixio de Irecê está na lista





Um projeto de infraestrutura na Bahia está entre os quatro com prioridade do governo brasileiro para utilizar o fundo soberano da Arábia Saudita, oitavo maior do planeta. De acordo com reportagem do Valor Econômico, a União deu início às tratativas com o fundo. O objetivo é atrair aportes em projetos de infraestrutura.

Apuração do Valor Econômico indica que os quatro projetos que recebem prioridade nas conversas são: novas concessões de saneamento básico e o perímetro de irrigação Baixio do Irecê, na Bahia; a Ferrogrão, ferrovia que ligará o Mato Grosso ao Pará; e a gestão operacional dos dois eixos de transposição do rio São Francisco.

Através das tratativas, o governo pretende concretizar uma promessa feita ao presidente Jair Bolsonaro durante visita ao Oriente Médio em outubro de 2019, de investimentos sauditas de até US$ 10 bilhões no Brasil.

A Casa Civil realizou uma reunião nesta terça-feira (11) com representantes de sete ministérios e a cúpula do Fundo de Investimento Público (PIF, na sigla em inglês), que gere ativos de mais de US$ 300 bilhões em todo o mundo, ressalta a reportagem. A carteira do programa de concessões foi apresentada em detalhes.

LEILÃO DA REFINARIA LANDULPHO ALVES
Um fundo soberano da Arábia Saudita também deve vencer o leilão de compra da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), também na Bahia.

Conglomerados internacionais apresentarem propostas a Petrobras para a compra da RLAM, avaliada em 2,5 bilhões de dólares, mas o Conselho de Administração da empresa anunciou que aprovou o início da fase de negociação dos contratos aplicáveis com o fundo soberano de Abu Dhabi, dos Emirados Árabes.


Mais Notícias