Irecê Líder: Cidadãos que fraudaram auxílio emergencial terão nomes expostos na internet /* CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ /* FIM DA CONFIGURAÇÃO CORPO DE POSTAGENS */ -->
ao vivo

SLIDER

IRECÊ LÍDER AO VIVO

Esconder Vídeo
Abrir Vídeo
Clique aqui para enviar seu recado.
NO AR
PROGRAMAÇÃO LÍDER
LOCUTOR
(x) Fechar
Compartilhe a Líder
Facebook
Whatsapp
Telegram
Participe! Mande seu recado para o nosso Whatsapp!

sábado, 18 de julho de 2020

Cidadãos que fraudaram auxílio emergencial terão nomes expostos na internet




Os cidadãos que cometeram fraude para receber o auxílio emergencial de R$ 600 terão seus nomes expostos na internet. O benefício foi criado voltado para trabalhadores autônomos, informais, desempregados e microempreendedores individuais (MEIs).

Até agora, ao todo, foram identificados 620 mil pessoas com indícios de terem cometido irregularidade para receber o benefício. O número foi divulgado pelo ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU).

A lista de 620 mil pessoas aceitas no auxílio emergencial de R$ 600 mas com indícios de irregularidade engloba variadas profissões. Há nomes de políticos, militares, detentos, servidores públicos, jovens de classe média, empresários e até pessoas mortas. Também há aposentados da Justiça Federal e brasileiros com renda alta entre os beneficiários.

Entre o número de pessoas que fraudaram o sistema, apenas 12% devolveu o auxílio de R$ 600. Ao todo, a porcentagem corresponde a aproximadamente 72,5 mil pessoas. Há cerca de um mês atrás, quase 40 mil haviam devolvido o benefício recebido indevidamente.

O auxílio pago indevidamente pode ser devolvido no portal devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br. No site, são criadas Guias de Recolhimento da União (GRUs). O portal permite que qualquer pessoa que tenha recebido o benefício incorretamente devolva o valor aos cofres públicos. Para devolver, basta entrar no site e informar o CPF. Ao gerar uma guia, o brasileiro deve escolher a opção de pagamento, que pode ser feita no Banco do Brasil ou demais bancos.

Para pagamento no Banco do Brasil, a opção escolhida deve ser “Emitir GRU”. Em outro banco, é necessário informar endereço nas informações pedidas ao selecionar “Em qualquer banco” para, no fim, clicar em “Emitir GRU”. A guia pode ser para em caixas eletrônicos, guichê de caixa e online.



Mais Notícias